Quando tenho um problema com algum produto ou serviço que tenha comprado ou adquirido, sempre prefiro falar com um “humano”. E vocês?

Não foi “mais um ano” para ninguém neste mundo!

Mesmo que tentássemos, não conseguiríamos montar um manual de crise que cobrisse todas as possíveis vulnerabilidades ou riscos que uma organização venha a enfrentar ou que tem enfrentado com a pandemia da COVID-19.

O psicólogo americano Guy Winch, doutor em psicologia clínica pela Universidade de Nova York, dá dicas sobre como evitar as ruminações.

Sejamos gratos a todas as pessoas que de alguma forma fazem a diferença em nossas vidas!

Por que não começamos o ano já praticando algumas ações?

Conheça o feedforward, uma importante ferramenta de gestão para desenvolvimento e aprimoramento de competências.

Está chegando um novo ano com a esperança de momentos melhores.

Analisar com criticidade o “não” que recebemos no trabalho; ser o melhor em nossa área de atuação e íntegro em nossas atitudes e evitar a procrastinação. Essas são as dicas da minha mãe.

Liderar pessoas pode não ser tão complexo como se imagina.